Header Comunicação

Comunicação

Em casa, Naquiele (à esq.) e sua mãe aguardam a chegada da nova peruca (foto: Wellington Andrade)

Em casa, Naquiele (à esq.) e sua mãe aguardam a chegada da nova peruca (foto: Wellington Andrade)

Você conhece alguém vítima de câncer? A paranaense Naquiele de Souza, 21 anos, residente na zona leste de São Paulo é uma entre milhares de pessoas que luta pela superação e contra a doença. “A gente nunca espera, ainda mais com a idade, super nova. Eu pensava que nunca ia ficar doente”, afirma Naquiele que, por conta da quimioterapia, acabou perdendo as madeixas. “Quando fui tomar banho, parece que o cabelo desprendeu. Foi bem horrível. Não gosto nem de lembrar”, conta a jovem.

Para a psicóloga Rosana Mazzo, “se a gente não tiver uma ajuda muito grande das pessoas que estão à nossa volta para que reconheçam você daquela maneira, para que você não perca não só a autoestima, mas a sua própria identidade, isso vai trazer nas pessoas alguns sentimentos que vão levá-la para um episódio que se chama de episódio depressivo”.

Universidade-adventista-peruana-divulga-curso-de-Medicina-no-Brasil

A Escola de Medicina da Universidade Peruana Unión (UPeU), situada em Lima, capital do Peru, está com as inscrições abertas para seu processo seletivo para o ano de 2015 até o dia 10 de novembro. Para facilitar o ingresso de brasileiros interessados em estudar na instituição, a UPeU oferecerá um vestibular na cidade de São Paulo no dia 16 de novembro.

A Escola de Medicina oferece laboratório de última geração para o estudo de microscopia, anatomia, biologia e química. Ainda possui convênio com o Hospital de Loma Linda, Centura Health, Florida Hospital, entre outros, o que possibilita aos estudantes a realizar intercâmbio para os Estados Unidos. Para isso, a UPeU oferece o ensino de inglês técnico como parte do programa do curso de Medicina, o qual também será necessário para os projetos de pesquisa que são desenvolvidos desde o primeiro ano da carreira.

Um dos principais objetivos do curso é formar médicos comprometidos com a missão da Igreja Adventista do Sétimo Dia, tornando-se profissionais que possam atender pacientes e comunidades. A instituição também estimula que eles promovam um estilo de vida saudável que possa prevenir doenças e ajudem na recuperação de enfermidades com um espírito de serviço ao próximo.

Livro foi embasado em pesquisa de dezenas de autores e é publicação inédita no meio adventista

Livro foi embasado em pesquisa de dezenas de autores e é publicação inédita no meio adventista

Os norte-americanos têm obsessão pelo estudo de gerações. Em geral, as gerações são identificadas por determinados acontecimentos políticos ou culturais. Com a revolução digital, seria de se esperar que surgisse uma nova geração de pessoas, adeptas da conexão, da interatividade e que aproveitasse os privilégios das últimas tecnologias. Pois essa é a Geração Y, tema de documentários, artigos e reportagens. Nesse contexto, acaba de sair o livro Explosão Y: adventismo, pós-modernidade e gerações emergentes, uma das primeiras obras nesse sentido.

“Por que é importante saber sobre a Geração Y? Jesus afirmou que Seus discípulos teriam o desafio de pregar a todo o mundo, o que significa pregar a mesma verdade, mas não da mesma forma! Aí entra o problema: indivíduos da Geração Y possuem a mentalidade pós-moderna, a qual não admite verdades absolutas e estão abertos ao experimentalismo próprio de uma época em que não faltam opções de crenças para o consumo. Como alcançá-los com o evangelho eterno? Como os cristãos, em geral, e os adventistas, em particular, podem manter sua identidade no mundo contemporâneo? São importantes questões”, comenta o autor, o pastor Douglas Reis.